Glaucoma – saiba como antecipar o diagnóstico e o tratamento desta doença

Compartilhe seu olhar ;0)

Considerado como a principal causa de cegueira irreversível no mundo, o glaucoma vem se tornando um inimigo silencioso. Isto porque em grande parte dos casos, a doença se desenvolve sem causar sintomas, sendo muitas vezes descoberta tarde demais. Pensando em melhorar o diagnóstico e evitar este problema, a Checkup dos Olhos, clínica oftalmológica em São Paulo, está adquirindo novos e modernos equipamentos para não só, antecipar o diagnóstico e o tratamento do glaucoma, como também de outras doenças. Vamos saber mais?

O que é Glaucoma

Já falamos aqui no blog sobre o glaucoma e como ele se desenvolve (leia aqui), mas é importante lembrar que, trata-se de uma doença ocular caracterizada por alteração do nervo óptico, que leva a um dano irreversível das fibras nervosas e, consequentemente, perda de campo visual.

Essa lesão pode ser causada por um aumento da pressão ocular ou uma alteração do fluxo sanguíneo na cabeça do nervo óptico.

Conforme dados da OMS – Organização Mundial da Saúde, são aproximadamente 2,4 milhões de novos casos de glaucoma registrados anualmente, totalizando 60 milhões de pessoas no mundo diagnosticadas com a doença.

Segundo a Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), no Brasil o problema atinge 2% da população acima dos 40 anos, ou seja, quase um milhão de pessoas.

Glaucoma de Pressão Normal – o que é e como diagnosticar

Dentre os tipos de glaucoma, existe um inimigo ainda mais perigoso: o Glaucoma de Pressão Normal (GPN), uma doença ainda mais difícil de ser diagnosticada precocemente, pois diferentemente da citada acima, essa se desenvolve sem apresentar aumento da pressão intraocular

Neste caso, os sinais clínicos só surgem quando o paciente se encontra nos estágios mais avançados da doença e os exames necessitam de ainda mais cuidado e atenção do oftalmologista.

Para auxiliar no diagnóstico da GPN, a Checkup dos Olhos – foco na prevenção e controle das doenças oculares, passa agora a contar com tecnologia de ponta.

Falamos do Corvis® ST, um equipamento patenteado e desenvolvido pela empresa alemã Oculus, que está sendo disponibilizado à checkup ainda este mês para atendimento aos seus pacientes.

Como o Corvis® ST ajuda no diagnóstico e tratamento do Glaucoma

Usando uma câmera Scheimpflug de alta velocidade e resolução, o Corvis® ST registra a reação da córnea a um pulso de ar definido, que captura mais de 4300 imagens por segundo, possibilitando uma medição altamente precisa de suas propriedades biomecânicas.

Os exames e informações são obtidas em menos de 10 MINUTOS, de modo confortável ao paciente e permitem ao oftalmologista, diagnósticos mais precisos, prevenção de complicações e melhor controle e tratamento da doença.

Além disso, ajuda na prevenção de mais danos provocados por perda de fibras do nervo óptico.

Exames e funções do Corvis® ST

Graças ao equipamento, é possível realizar em um menor espaço de tempo, exames e diagnóstico de doenças com muito mais precisão, o que contribui para a recomendação dos melhores tratamentos, vejam só:

– Tonometria Biomecânica Compensada – medida da pressão intraocular compensada pelas propriedades biomecânicas da córnea para controles de glaucomas diversos e, principalmente, do tipo de Glaucoma de Pressão Intraocular Normal.

– Vídeo da Elasticidade da Córnea – visualização da deformação da córnea para controles e prevenções de complicações de casos de ceratocone, glaucomas e cirurgia de correção de grau.

– Fator Biomecânico para o Glaucoma – pode contribuir no melhor controle e prevenção de complicações dos diversos tipos de glaucomas.

Saibam que além do Corvis® ST, outros equipamentos serão disponibilizados para auxiliar no diagnóstico e tratamento de várias outras doenças. Acompanhe nosso blog e fique por dentro destas novidades.

É a Checkup dos Olhos, de olho no futuro para melhor cuidar dos seus pacientes.

Para saber mais e agendar o seu checkup, clique aqui ou ligue para nós.

2 thoughts on “Glaucoma – saiba como antecipar o diagnóstico e o tratamento desta doença

Deixe uma resposta